Eleições dia 28! Não deixem de participar.

postado em 26 de jun de 2011 13:56 por Jornal BC&T

No dia 17/06/2011, no Auditório do campus I, foram apresentadas as propostas dos candidatos à Direção e Vice-Direção do ICT e dos candidatos à Coordenação e Vice-Coordenação do BC&T. Os candidatos tiveram 20 minutos para apresentarem suas propostas e 30 minutos para responderem perguntas dos presentes no evento. Uma pequena parte da comunidade acadêmica compareceu e principalmente a participação dos alunos deixou a desejar. A apresentação das propostas nos permite ter uma idéia do que podemos esperar do Instituto e do Curso, assim como dos novos cursos de Engenharia. Participar do processo eleitoral e ouvir as propostas é essencial para eventuais cobranças e questionamentos aos que administram nosso curso.

As Eleições serão realizas no dia 28/06/2011 no Saguão de entrada do pavilhão de aulas no Campus JK, de 08h30 as 15h00. Lembramos que para a coordenação votam somente os docentes. 

Para votar basta levar um documento de identidade ou carteirinha da biblioteca. Como são chapas únicas é necessário que as mesmas obtenham mais de 50% dos votos, caso isso não ocorra será aberto um novo edital.

Abaixo você pode ler os textos contendo as propostas apresentadas pelos candidatos. Além disso, é possível fazer o download dos slides apresentados pelos candidatos à Direção e Vice Direção do ICT.


Proposta de Trabalho (Paulo César e Lucas)


            O Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT) é uma unidade nova que tem passado por diversas transformações e expansões, tanto na infraestrutura física quanto na estruturação acadêmica, com a  consolidação do Bacharelado em Ciência e Tecnologia (BC&T) e na implantação das Engenharias. Isso sem levar em conta a criação de cursos de pós-graduação num futuro bem próximo.Para que isso aconteça de uma forma organizada é necessário planejamento e muito trabalho.  É pensando nisso que apresentamos nossos nomes e proposta de gestão para a direção de nossa unidade para o período 2011-2015.

          As propostas apresentadas se destinam a implementação de ações nas áreas de Ensino, Pesquisa, Extensão e Administrativas no âmbito do ICT, com vistas a torná-la uma unidade com maior inserção na comunidade (interna e externa) e com destacada atuação na UFVJM.

 

POLÍTICAS PARA A GRADUAÇÃO

1.    Auxiliar em ações que promovam integração entre os currículos dos cursos do BC&T e das Engenharias  dando maior flexibilidade para os estudantes.

·      Realizar reuniões sistemáticas com os coordenadores do BC&T e das engenharias.

2.    Viabilizar a participação dos estudantes em eventos externos à UFVJM, pertinentes ao ensino de graduação, principalmente ampliando os campos de estágios.

·       Estabelecer parcerias e convênios de estágios com empresas e instituições.

3.    Viabilizar a participação dos estudantes em eventos externos à UFVJM  pertinentes pesquisa e inovação.

·       Fazer gestão no sentido de ajudar, principalmente com o transporte, a participação dos estudantes em eventos.

4.    Apoiar o desenvolvimento de políticas de ensino, incentivando eventos e programas de formação docente.

·       Fazer gestão junto a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) e aos demais setores responsáveis por tais políticas.

 

POLÍTICAS DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO

1.     Apoiar a criação de “grupos emergentes de pesquisa”, como embriões de programas de pós-graduação.

·       Fazer gestão junto aos docentes no sentido de mostrar a importância de tal ação para o futuro da comunidade acadêmica do ICT.

2.     Auxiliar na criação de programas de pós-graduação do ICT: mestrados (acadêmicos e profissionais) e doutorados.

·       Fazer gestão junto a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG).

3.     Incentivar a interdisciplinaridade nas atividades de pesquisa e pós-graduação.

·       Motivar os docentes a trabalhar em grupos.

4.     Incentivar, fortalecer e apoiar políticas de qualificação do corpo docente.

·       Estabelecer um planejamento dentro do próprio ICT.

5.     Incentivar programas de pós-graduação com linhas temáticas orientadas a qualificação do nosso pessoal técnico-administrativo, com o intuito de ampliar a qualificação de nosso corpo técnico.

·       Fazer gestão junto a outras unidades e setores da UFVJM.

·       Incentivar os próprios servidores a se qualificarem.

6.     Promover o estabelecimento de parcerias com instituições de pesquisa.

·      Fazer gestão junto a instituições públicas e privadas.

7.     Estabelecer intercâmbios com empresas para captar recursos para desenvolver novas tecnologias.

·      Melhorar a rede de contatos com as instituições de fomento públicas (FAPEMIG, CNPq, ...).

·      Melhorar a rede de contatos com as instituições privadas.

8.     Incentivar e promover a realização de eventos que contribuam para o desenvolvimento científico e tecnológico.

·         Incentivar a comunidade científica para a realização de eventos de caráter científico e tecnológico.

·         Fazer gestão junto a órgãos de fomento para promover eventos.


POLÍTICAS DE EXTENSÃO E CULTURA

1.     Incentivar a realização de atividades que contribuam para o desenvolvimento cultural, social, político, econômico e da formação de indivíduos.

·      Incentivar a comunidade acadêmica sobre a importância dessas atividades.

2.     Incentivar e apoiar projetos de extensão, cultura e esportivos direcionados aos servidores docentes, técnico-administrativos, estudantes.

·      Fazer gestão no sentido de ajudar, principalmente com o transporte, na participação dos estudantes em eventos.

·      Fazer gestão junto a Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEX).

3.     Ampliar a participação da comunidade acadêmica do ICT em atividades de extensão como parte integrante da formação acadêmica dos discentes, valorizando atividades práticas.

·       Fazer gestão no sentido de ajudar, principalmente com o transporte, na participação dos estudantes em eventos.

·       Fazer gestão no sentido de auxiliar a participação de servidores (técnicos e docentes) a participarem desses projetos.

4.     Incentivar a implantação de projetos junto às escolas de ensino médio e fundamental.

·       Fazero gestão de incentivo e conscientização da comunidade acadêmica do ICT quanto a importância de tais projetos para a comunidade.

·       Estabelecer parcerias entre o ICT, as Pró-Reitorias, a Superintendência de Ensino e as escolas.


POLÍTICAS PARA ADMINISTRAÇÃO

1.     Propor e implementar o Plano de Desenvolvimento da Unidade (PDU), com o objetivo de nortear o seu crescimento e melhorar a capacidade decisória.

·       Propor uma agenda de discussão junto a comunidade acadêmica do ICT.

·       Levantar os principais pontos da discussão.

·       Criar o PDU.

2.     Auxiliar na implementação dos Planos de Desenvolvimento dos Cursos (PDC).

·       Fazer reuniões periódicas com as coordenações dos cursos.

·       Estabelecer relação com a Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD).

3.     Promover uma maior interação entre a direção e as coordenações de cursos.

·       Fazer reuniões periódicas com as coordenações dos cursos.

4.     Propiciar infraestrutura para a implementação da graduação e da pós-graduação.

·       Fazer gestão junto as Pró-Reitorias de Orçamento e Planejamento (PROPLAN) e de Administração (PROAD).

·       Fazer gestão junto a Superintendência de Infraestrutura da UFVJM.

·       Fazer gestão junto à Reitoria.

5.     Propiciar melhores condições para desenvolvimento de todas as atividades, sejam elas acadêmicas, de pesquisa, de extensão ou aedministrativas.

·      Estar sempre atentos às demandas dos docentes, técnicos, coordenações de curso e discentes.

6.     Propor capacitações voltadas às necessidades dos servidores do ICT.

·      Estar atentos às demandas dos servidores técnico-administrativos.

·      Fazer gestão junto a Superintendência de Recursos Humanos (SRH).

7.     Estabelecer o compromisso de uma gestão democrática e participativa.

·      Procurar ouvir todos os segmentos da comunidade acadêmica do ICT.

·      Incentivar todos os segmentos a participar das decisões mais importantes dentro do ICT.

8.     Melhorar o processo de comunicação interna e externa, otimizando as estruturas, informatizando procedimentos e intensificando a divulgação da marca ICT.

·      Estabelecer compromisso de melhorias no trânsito das informações.

·      Criar ferramentas de comunicação interna e externa mais eficazes.

·      Divulgar a marca ICT.

9.     Consolidar e ampliar a infraestrutura física para o funcionamento adequado dos cursos, da administração acadêmica e dar suporte aos estudantes e docentes.

 

Planejamento e Compromisso pela Consolidação do ICT


----------//----------


Propostas para Coordenação 2011/2013

Arlindo e Ernani

 

  • Estabelecer mecanismo para registro de solicitações
    • Estabelecer um fluxo para atendimento no intuito de melhorar a resposta da coordenação às diversas solicitações.

 

 

  • Delegar funções para evitar sobrecarga
    • Evitar que a coordenação se desvie de assuntos prioritários devido a sobrecarga gerada por tarefas que podem ser delegadas à outros órgãos ou comissões.

 

  • Manter a Coordenação sempre representada pelo Coordenador ou Vice
    • Manter a Coordenação sempre representada pelo Coordenador ou Vice garantirá uma continuidade das ações desenvolvidas.

 

  • Valorizar e aperfeiçoar o fluxo de informações e das decisões do colegiado
    • Disponibilizar no site do ICT as atas do Colegiado, bem como outros documentos de interesse da Comunidade Acadêmica.

 

  • Estabelecer quadro de horários para disciplinas obrigatórias da forma mais estável possível
    • Permite a melhor distribuição das disciplinas eletivas e optativas, atividades administrativas, além de melhorar a cobertura de monitoria.

 

  • Trabalho em parceria com a Direção e órgãos superiores
    • O trabalho em parceria maximizará a eficiência nas decisões da coordenação e evitará possíveis erros de conduta.

 

  • Ampliação e valorização do NDE para melhorar a atuação e integração com o Colegiado
    • O Núcleo Docente Estruturante é um órgão consultivo que tem como atribuição propor atualizações periódicas no Projeto Pedagógico do Curso. Um NDE bem constituído proporcionará uma evolução dinâmica e constante do PPC, consequentemente do BC&T.

 

  • Zelar pelo cumprimento de normas e regimentos
    • Normas e regimentos definem as possibilidades de ações impelindo à condutas adequadas.

 

  • A coordenação dará acolhimento às sugestões da comunidade acadêmica
    • Sugestões e críticas da comunidade acadêmica podem nortear as ações da coordenação melhorando sua integração e eficiência.

 

 

Compromisso com um trabalho sério para consolidação e reconhecimento social do BC&T

 


Ċ
Jornal BC&T,
26 de jun de 2011 14:12
Comments