Colunas‎ > ‎Sintonizando‎ > ‎

Futuros Gestores terão obrigação de se preocuparem com o desenvolvimento sustentável

postado em 13 de abr de 2011 12:35 por André Luiz Covre

    Afinal, o que é desenvolvimento sustentável? Porque um gestor deve considerá-lo em seu trabalho?

    As definições são diversas, mas um bom entendimento pode ser obtido pelo objetivo apresentado pela ONU - Organização das Nações Unidas: “a meta do desenvolvimento sustentável é atender às necessidades do presente sem comprometer a possibilidade de futuras gerações atenderem às suas próprias necessidades”.

     No ano de 2000, foi elaborada na sede da ONU, por representantes de 189 países, a Declaração do Milênio pela qual se busca o desenvolvimento econômico, social e ambiental mundial. A partir da declaração se traçou oito objetivos básicos, que foram desdobrados em 18 metas e 48 indicadores, a serem atingidos até 2015 por meio de ações concretas dos governos e da sociedade. Os objetivos da Declaração do Milênio, na qual se espera ações de governos, empresas e sociedade civil organizada são:

  • Erradicar a miséria e a fome;
  • Universalizar o ensino básico;
  • Promover a igualdade de gênero e a autonomia das mulheres;
  • Reduzir a mortalidade infantil;
  • Melhorar a saúde materna;
  • Combater o HIV/Aids, a malária e outras doenças;
  • Garantir a sustentabilidade ambiental;
  • Estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento

    Voltando o foco da discussão para o sétimo objetivo – garantir a sustentabilidade ambiental – vale ressaltar que a sociedade também compõe o meio ambiente e, portanto, fazem parte deste objetivo: integrar os princípios do desenvolvimento sustentável nas políticas e nos programas nacionais e inverter a tendência atual de perda de recursos naturais; reduzir para a metade, até 2015, a proporção da população sem acesso permanente à água potável; até 2020, melhorar consideravelmente a vida de pelo menos 100 milhões de habitantes de áreas degradadas.

    As mudanças nos valores e demandas da sociedade, com a absorção do conceito de desenvolvimento sustentável, catalisadas pelas evidências da degradação dos ecossistemas e serviços, estão se tornando cada vez mais perceptíveis, tanto que empresas mais atentas já perceberam que necessitam considerar tais alterações da sociedade em sua gestão e em seus projetos.

    Ao se pensar que os projetos de produtos e serviços são verdadeiros agentes de transformação em um empreendimento humano, encontra-se nas mãos dos gestores de projetos a possibilidade de avaliar quais são as melhores práticas associadas aos projetos e o quanto essas práticas estão levando em consideração as diretrizes para o desenvolvimento sustentável.

    Em um primeiro momento, o mais importante é o levantamento de questionamentos com a equipe para que se possa manter presente discussões sobre como agregar ações alinhadas ao desenvolvimento sustentável nos projetos.

    O desafio é grande, porém, com certeza, todos os esforços valerão a pena uma vez que organizações reconhecidas afirmam que empresas engajadas com o tema apresentam melhores resultados econômicos e são mais valorizadas pela sociedade.

    Agora pense no seguinte: Você está considerando o desenvolvimento sustentável na gestão do projeto mais importante? No seu projeto de vida?

 

Izabela Pinheiro Alves Felipe Barros

Eng. Civil (Mestranda em Meio Ambiente, Saneamento e Recursos Hídricos – UFMG).

Comments